Depois de anos escrevendo um livro, ou até mesmo uma trilogia, é preciso fazer todo o resto da melhor forma; você quer apresentar sua obra e principalmente fazê-la vender como água! Assim, é de fundamental importância que um livro seja bem diagramado e possua uma capa atrativa, incluindo o bendito título; do contrário, é bem provável que ninguém terá interesse algum em ler sua produção, mesmo que seja ótima. 

Infelizmente já vi capas muito, mas muito, mal produzidas, e isso, sinceramente, pode comprometer significativamente a saída do produto, o que não é nada bom para o escritor, ainda mais se for o primeiro livro, certo?

Bem, sem enrolações, uma capa bem produzida deve conter, dentre outras coisas…

  1. Um título que resuma o conteúdo da obra; como assim? Eu explico. Basicamente ele precisa representar o que foi escrito; costumo dizer que ele deve induzir o leitor à imaginar uma história a partir dai (mesmo que não tenha coisa alguma a ver com a história que você, escritor, criou). Assim, procure por um título simples, inteligível e atrativo, incluindo, se quiser, um subtítulo explicativo, que introduza o leitor aos elementos mais fundamentais da sua trama, mesmo que não tenha qualquer continuação, não precisa.
  2.  Uma frase de efeito que introduza o leitor à estória, o envolva e o chame. Mesmo não sendo elementos obrigatórios, elas parecem convidar o leitor de maneira muito consistente, além de serem mais uma arma para fazê-lo se atrair ao produto; particularmente acho que as frases de efeito “põem” o livro para fora das páginas; eu explico: uma frase de efeito bem bolada cria um clima de mistério, pode falar do contexto, dar uma mostra pequena, mas interessante, do que vai ser lido, além de fazer com que o livro fique mais personalizado (me dá mais segurança a respeito da estória). Assim, desenvolva uma frase bacana, curta, que faça o leitor ficar com água na boca para terminar de lê-la por entre os capítulos. Ela pode ser o segredo, a chave que…  
  3. Uma capa resumitiva, limpa e interessante; isso parece difícil, muito difícil, mas vocês vão tirar de letra! Assim, uma boa capa, na minha humilde opinião, precisa elucidar a estória, trazendo elementos ligados a ela, não necessariamente de maneira óbvia. Existem muitas alternativas para se desenvolver uma capa; você pode escolher à vontade, fazendo ela pessoalmente, contratando um ilustrador ou utilizando as ferramentas que algumas plataformas de auto publicação disponibilizam para editá-las (caso você for publicar por elas). Atenção, uma capa bem elaborada, personalizada, criativa e bem executada podem ser uma ferramenta muito, mas muito valiosa para atrair o cliente; ele pode procurar mais detalhes a respeito da sua obra, apenas por ficar atraído pelo desenho (ou aparência), não?  Por fim, lembrem-se: ela deve conter elementos relacionados à história, deve haver harmonia entre eles (e entre as cores) e, principalmente, eles não devem formar uma enorme bagunça na capa (não se esqueçam que vocês ainda terão que colocar textos nela, okay?).
  4. Uma fonte legível e que tenha a ver com a temática do livro; isso é muito importante; os leitores não podem ter dificuldade para ler o título (se eles já se cansarem na capa, nem vão querer ler o resto). Assim, escolham uma fonte que seja livre para uso comercial, SEMPRE, ou que tenha sido comprada; ela deve ter um tamanho que a torne o destaque na capa e deve ter um estilo que remeta à temática da sua estória (medieval, ficção, religioso, biografia, etc.), senão não fará sentido, vai parecer ilógico, não? Sem falar que deve ter uma cor que contraste com o desenho, afinal ela precisa ser lida.
  5. Uma sinopse atrativa, clara e objetiva; ela é o que você têm, o pouco texto que você tem do lado de fora, para convencer o leitor de que seu livro é muito bom. Assim, traga uma visão geral do livro, mas não chegue nem perto do que possa ser o final (nem direcione, por favor!). Use, obviamente, o mesmo estilo de escrita, e, inclusive, pode adicionar um trecho da obra, também. Contextualize e envolva o seu leitor na estória; ele pode se sentir parte dela, se identificar totalmente, isso é o que você quer, não é?. Uma sinospe boa, faz toda, toda a diferença.

Bem, para começar, é muito importante que não se tenha pressa na hora de editar a capa (muitos escritores, por quererem ver o livro logo pronto, se apressam para finalizar as demais etapas de produção do livro, o que acaba comprometendo o trabalho todo). Tenham calma, analisem, peçam opinião, construam uma ideia sólida e o mais importante… NÃO DESISTAM. JAMAIS! Quero ver seus trabalhos publicados em todos os lugares, viu?

Enfim, sempre há muito o que se falar sobre isso, mas acho que já conseguimos trazer à tona os elementos mais fundamentais à adequada apresentação de um livro.

Espero que vocês tenham gostado; não se esqueçam de comentar e compartilhar, por favor!

Desde já, a távola dos escritores, sua távola, agradece o apoio e a atenção prestados. Acompanhem o blog, curtam, compartilhem e contribuam para que ele possa crescer e ajudar novos escritores a fazerem trabalhos melhores, tá? (PRECISAMOS ENCHER AS PRATELEIRAS DE LITERATURA LOCAL).

Um enorme abraço e até mais… CAVALEIROS (AS)!

Texto escrito por Andrew Gomes

 

Fonte da imagem ícone: Posfácio

Disponível em: <http://www.posfacio.com.br/wp-content/uploads/2011/02/livros.jpg&gt; Acesso em abril/2016

Anúncios